quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Benfiquistas, preparem-se para outra má época

O jogo de ontem contra a fraca equipa do Twente veio confirmar o que já desconfiava: o Benfica 2011/2012 é uma equipa banal, sem chama, sem fulgor, sem fio de jogo constante e - mais grave - sem capacidade de não sofrer golos.

Em apenas dois jogos contra duas equipas fracas (uma delas subiu à primeira divisão da Liga portuguesa este ano) o Benfica já sofreu 4 golos e marcou outros tantos. Qual é a desculpa agora uma vez que o Roberto (felizmente) já não está lá?

O modelo de jogo está uma confusão autêntica: temos o Gaitan a jogar a direita (nota: Gaitan e canhoto) e o Nolito (dextro) do lado esquerdo. Isto implica que, ao contrário do que aconteceu nos primeiros 2 anos de Jorge Jesus, não há cruzamentos para a área e não há rápidas movimentações pelas alas.

Que falta que o Salvio faz. Falando nele; o Benfica gastou milhões em jogadores como o César, o Carole, o David Wass (?), e muitos outros mas não pôde dar 15 milhões pelo Salvio nem arranjar um extremo-esquerdo de jeito?

A política de contratações do Benfica é um desastre autêntico e os efeitos começam-se a notar. As únicas aquisições que já demonstraram valor são o Nolito e o guarda redes, mas mesmo o espanhol joga num lugar onde o Benfica deveria ter arranjado um esquerdino nato.

Fala-se muito no Witsel (que é bom) mas o seu valor pode estar a destruir a construção dum modelo de jogo viável. Como o Witsel é bom, ele tem que jogar, mas isso implica que o modelo tenha que ser ajustado a um em que ele esteja presente. Mas isso, ao mesmo tempo, implica mudar constante de avançados, levando a que não haja mecanização e ajuste de processos.

Resumindo, o jogo de ontem mostrou que o Benfica (nesta altura) é uma equipa sem chama, sem poder explosivo, com uma defesa fraca totalmente ao alcance duma equipa como o Twente (ou o Gil Vicente).

Benfiquistas, preparem-se para uma época péssima. Espero estar enganado, mas acho que não estou.

PS: Apesar das más contratações, acho que o Jorge Jesus é o técnico certo para o Benfica. Ele tem é que aprender a fazer contratações de jeito, e aprender a ser menos teimoso. Já agora, não era má ideia apostar no Nelson Oliveira, Rodrigo Mora, Rodrigo, David Simão, e o emprestado Miguel Rosa. Com um meio campo assim, não era preciso ir buscar médios de qualidade duvidosa.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...